terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Os opostos se atraem?

Uma vez me disseram isso: os opostos se atraem. Se atraem no início quando a vontade de agradar o outro supera qualquer defeito, tolera qualquer coisa que seja chata e a gente fecha os olhos pra ela. Depois tudo se torna um saco. A gente até faz, mas reclama, reclama bastante nem que seja em pensamento.

Quer coisa mais chata do que preparar uma comida que exige todos aqueles temperos mas, ainda assim, tirar a azeitona, cortar bem pequenina a cebola que, na receita original é em rodelas?! Ou seja, tirar todo o borogodó daquele prato que todo mundo elogia mas que ficou sem graça porque você resolveu agradar o seu oposto?!

Ah não, bacana mesmo é dividir uma pizza portuguesa com quem não tem essas frescuras, colocar cebolas sem preconceito e azeitonas nas empadas sem medo algum...eu heim.

Pra mim, os opostos não se atraem, mas se traem porque no início a gente finge tolerar muitas coisas. E esse lance de "você é minha metade" e "você me completa", na minha opinião tá muito ultrapassado. Prefiro alguém que multiplica, alguém que me transborde. Afinal, eu, por mim, me basto. O que vem pra perto de mim tem que ser lucro.

Pronto, falei.   ;-)

Nenhum comentário: